O ensino francês no exterior

Vídeo: clip de apresentação da AEFE

Vídeo: clip de apresentação da AEFE
http://www.dailymotion.com/embed/video/x2kk74m

Vídeo: clip de apresentação da Agência para o Ensino Francês no Exterior. © AEFE

MAPA DA REDE DE ESTABELECIMENTOS DE ENSINO

MAPA DA REDE DE ESTABELECIMENTOS DE ENSINO
Fermer X

MAPA DA REDE DE ESTABELECIMENTOS DE ENSINO

prev
MAPA DA REDE DE ESTABELECIMENTOS DE ENSINO
next

Mapa da rede de estabelecimentos de ensino. © AEFE

Mapa da rede de estabelecimentos de ensino. © AEFE

 

A rede de ensino francês no exterior

  • 494 Estabelecimentos
  • 135 Países
  • 330.000 alunos

Profissionais qualificados

  • 6.500 funcionários titulares do sistema francês de educação destacados para a AEFE
  • 15.000 contratados locais
  • Política de recrutamento adaptada e seletiva
  • Sistema de avaliação eficiente
  • Ambicioso programa de capacitação: 900 estágios, totalizando 33.000 dias/estagiário por ano

Homologação dos estabelecimentos : garantia de qualidade

A homologação pelo Ministério francês da Educação, do Ensino Superior e da Pesquisa certifica a conformidade do ensino em relação a exigências, programas, objetivos pedagógicos e normas de organização do sistema educacional francês. Todo o aluno proveniente de um estabelecimento homologado pode continuar os estudos em qualquer outro estabelecimento francês, sem prestar exame de admissão.

Os estabelecimentos devem comprovar periodicamente o cumprimento dos critérios de homologação ( admissão de alunos franceses e de outras nacionalidades; preparação dos alunos para exames e diplomas franceses; contratação de professores titulares franceses).

Princípio de cofinanciamento

Em 2013, a verba disponível para os estabelecimentos vinculados à AEFE representa 1,194 bilhão de euros e provém de duas fontes de financiamento : por um lado, mensalidades escolares pagas pelas famílias; por outro lado, subvenções concedidas pelo Ministério francês das Relações Exteriores e Desenvolvimento Internacional. A França é o único país a dispor de um sistema de ensino no exterior dessa magnitude, financiado em grande parte por fundos públicos.

Auxílio à educação

Um sistema de bolsas de estudo atribuídas com base em critérios de renda foi criado para ajudar as famílias a financiar a educação dos filhos. O sistema é reservado a alunos franceses com no mínimo três anos de idade, cadastrados no registro mundial de franceses residentes no exterior e matriculados em um estabelecimento de ensino francês.

AEFE – Agência para o Ensino Francês no Exterior

Estabelecimento público

A Agência para o Ensino Francês no Exterior (AEFE) é um estabelecimento público supervisionado pelo Ministério francês das Relações Exteriores e Desenvolvimento Internacional. Fundada em 1990, encarrega-se do acompanhamento e da coordenação das atividades da rede de estabelecimentos franceses no exterior.

Responsável pela promoção do modelo educacional francês no exterior, a AEFE desempenha um papel central para a difusão da língua e cultura francesas, bem como para a atratividade do ensino superior francês.

Monitoramento, apoio, consultoria, uma rede escolar única no mundo

Instalada em duas unidades – Paris e Nantes – a AEFE coordena, em colaboração com todos os seus parceiros, uma rede de 494 estabelecimentos homologados:

  • 74 estabelecimentos sob gestão direta (serviços desconcentrados da AEFE)
  • 156 estabelecimentos conveniados à AEFE e gerenciados por associações ou fundações
  • 264 estabelecimentos parceiros

Missões

  • Garantir a continuidade do serviço público de educação francesa para crianças de famílias francesas residentes no exterior
  • Contribuir para a cooperação educacional, mediante relações privilegiadas com a cultura, a língua e os estabelecimentos dos países anfitriões
  • Contribuir, graças à escolarização de alunos estrangeiros, para a difusão da língua e cultura francesas
  • Ajudar as famílias a arcar com os custos de educação, buscando, ao mesmo tempo, estabilizar os custos de escolaridade
  • Conceder bolsas de estudo a crianças de nacionalidade francesa matriculadas em estabelecimentos da rede

Ações

  • Gerenciar o conjunto de recursos humanos e financeiros alocados pela França para o funcionamento dos estabelecimentos franceses no exterior
  • Contratar, alocar e remunerar docentes, coordenadores, supervisores e demais funcionários titulares do sistema francês de educação
  • Avaliar os professores e o ensino ministrado, bem como os demais funcionários
  • Gerenciar e coordenar a capacitação dos funcionários
  • Alocar aos estabelecimentos subvenções destinadas ao funcionamento, a investimentos, a equipamentos e ao apoio pedagógico
  • Prestar auxílio à escolarização de crianças por meio de bolsas de estudo
  • Oferecer bolsas de excelência aos melhores alunos estrangeiros que desejam cursar o ensino superior na França

Proposta educacional de qualidade : garantia de excelência para todos

A  AEFE implementa, em favor dos estabelecimentos da rede, uma política pedagógica inovadora que concilia cumprimento dos programas em vigor na França e abertura à língua e cultura do país anfitrião.

Adaptação ao contexto

  • levar em conta a diversidade do público matriculado nos estabelecimentos
  • integrar alunos estrangeiros por meio de ensino específico do francês
  • adaptar determinados programas à realidade do país anfitrião
  • tirar melhor proveito da integração dos estabelecimentos nos países anfitriões, desenvolvendo atividades esportivas e culturais adaptadas ao cenário local

Método piloto de ensino de línguas

  • garantir o aprendizado e domínio da língua francesa segundo métodos inovadores e adaptados à especificidade de cada público
  • ensinar a língua do país anfitrião a alunos franceses e de outras nacionalidades
  • promover a prática do inglês em contexto internacional
  • oferecer aprendizado reforçado de línguas estrangeiras desde os primeiros anos do ensino fundamental

Ensino de qualidade

  • promover a excelência para todos. Os resultados obtidos pelos alunos da rede comprovam o excelente padrão de ensino: 94,5 % aprovados no Baccalauréat em 2013, sendo cerca de 2/3 com menção (das quais 20% menção muito bom); 11 premiados no Concours Général; 3 medalhas na Olimpíada Nacional de Matemática e 4 na de Ciências da Terra
  • oferecer aos alunos um programa educacional completo, com incentivo à prática de esportes, a atividades culturais e ao ensino das artes
  • promover qualidade educacional para a vida escolar dos alunos
  • garantir orientação e transição para o ensino superior
  • preparar os alunos para concursos de excelência

Protagonistas e parceiros do ensino francês no exterior

  • Serviços de Cooperação e Ação Cultural (SCAC) : promovem, nas embaixadas e junto à AEFE, a implementação da estratégia educacional definida pelo Ministério francês das Relações Exteriores e Desenvolvimento Internacional.
  • Assembleia de Franceses no Exterior (AFE): composta pelos parlamentares que representam os franceses residentes no exterior (11 deputados e 12 senadores), por 155 vereadores eleitos por sufrágio universal pelos franceses expatriados  e por 12 personalidades qualificadas, nomeadas pelo Ministério francês das Relações Exteriores e Desenvolvimento Internacional.
  • Associações de pais de alunos e comitês de gestão dos estabelecimentos da rede
  •  Representantes dos funcionários
  • Missão Laica Francesa (MLF): associação de utilidade pública que gerencia atualmente, em 34 países, 84 estabelecimentos homologados pelo Ministério francês da Educação, do Ensino Superior e da Pesquisa, alguns dos quais conveniados à AEFE
  • Ministério francês da Educação, do Ensino Superior e da Pesquisa, com todos os órgãos que o compõem
  • Centro Nacional de Ensino a Distância (CNED)
  • Centro Internacional de Estudos Pedagógicos (CIEP)
  • ANEFE: associação de utilidade pública responsável pela concessão de empréstimos garantidos pelo Estado francês às escolas francesas no exterior, com vistas à aquisição, construção ou adaptação de unidades escolares.

Gestão de dois dispositivos complementares

No âmbito de sua missão de cooperação educacional, a AEFE é responsável, como órgão público, por dois programas complementares aplicados fora da rede homologada:

  • FLAM (Francês Língua Materna): a AEFE presta apoio financeiro a organizações locais que desejam garantir o domínio do francês a crianças francesas não matriculadas em estabelecimento homologado.
  • LabelFrancÉducation: criado em 2012 faz parte do Plano de Desenvolvimento do Ensino Francês no Exterior, desenvolvido pelo Ministério francês das Relações Exteriores em associação com o Ministério francês da Educação, do Ensino Superior e da Pesquisa; o programa objetiva identificar, reconhecer e promover escolas estrangeiras de alto padrão de ensino que apliquem programas franceses e contribuam para o desenvolvimento do idioma e da cultura franceses.

A ALFM e a rede de ex-alunos

A Associação de ex-Alunos de Liceus Franceses no Mundo (ALFM) foi criada em 2010 e reúne pessoas que frequentaram os estabelecimentos da rede, entre os quais profissionais que hoje se destacam nas mais diversas áreas : artistas, empresários, políticos, inventores . O sucesso de sua trajetória profissional comprova a qualidade e a abertura do ensino francês ao qual tiveram acesso dentro da rede.